31 | 10 | 2014

Informamos que todos os certificados conterão somente assinatura digital.

Certificados (Impressão e Validação) e Cadastro

Recebimento e aceitação do concreto

1 – Normalmente o concreto é recebido na obra com a conferência apenas visual ou com verificação do abatimento pelo tronco de cone. Posteriormente são emitidos os laudos com os resultados de ruptura de corpos-de-prova para verificação da resistência à compressão.

2 – A responsabilidade do controle de qualidade para recebimento do concreto é da obra e não do fornecedor de concreto pronto (NBR 12655).

3 – Dar preferência a concretos usinados de boa procedência. O risco para produção de concreto em obra, elaborado em betoneiras estacionárias, é muito grande. A variação de volume na areia seca ou úmida nem sempre é considerada. Há carregamentos com areia mais fina. A exigência de moldagem de corpos-de-prova é bem maior. Para controlar um caminhão com 7 m3 de concreto (mais de 49 sacos de cimento) bastam 2 corpos-de-prova. 50 ou mais betoneiras em obra tem mais possibilidade de ocorrer erros ou variações.

4 – Não há uma única relação entre a resistência apresentada pelo corpo-de-prova aos 7 ou 28 dias e o fck. A variação de tipo e classe do cimento implica em curvas diferentes de crescimento da resistência com a idade. Para controle bastam os resultados de 28 dias. Outras idades são para informações adicionais. A idade de desforma de peças submetidas à flexão depende mais do resultado do ensaio de módulo de elasticidade que do resultado de resistência à compressão. Para uma mesma classe de concreto (fck 20 MPa) podem, por exemplo, ocorrer resistências de módulos a 28 dias que variam de 13 GPa a 23 GPa. O teor de pasta do traço e o tipo do agregado são preponderantes.

5 – A resistência à compressão, para verificação de aceitação do concreto, é verificada por pares de resultados aos 28 dias. Toma-se o maior dos valores. No caso de amostragem total, moldagem em todas as betonadas, o fck estimado é o menor valor das amostragens (maior valor de cada par) e para o controle por amostragem parcial há uma recomendação de tratamento estatístico na norma para verificação de aceitação.

fck estimado = ((f1 + f2 + ... + fm-1)/fm-1) X 2 – fm

Este valor não pode ser menor que Y6 X f1.F1 é o menor valor (maior de cada par) das series moldadas. O valor Y6 é um coeficiente que varia de 0,75 a 1,02. Este fator depende do número de series moldadas e do tipo de controle adotado. De uma maneira geral e de forma muito generalizada, os concretos apresentam resistências aos 7 dias próximos aos valores de fck e aos 28 dias esta resistência deve ser superior ao valor fck. O lote de concretagem poder ser caracterizado como o equivalente a 50 m3, um pavimento ou 3 dias consecutivos de concretagem. A cada lote pelo menos 6 séries de corpos-de-prova devem ser moldados NBR 12655).

De maneira muito generalizada pode-se estimar o fck. de um lote concretado, multiplicando-se 0,89 pelo menor valor (maior de cada par de valores) de pelo menos 6 series de moldagens.

Caso o fck estimado seja maior ou igual ao de projeto, a aceitação é imediata. Caso contrario, consulte o calculista ou entre em contato com o laboratório para maiores esclarecimentos.